Justiça revoga prisão preventiva e liberta Pretinho Boiadeiro

Por | 4 de maio de 2018 às 9:23

Pretinho Boiadeiro é filho de Neguinho Boiadeiro, vereador assassinado em dezembro de 2017, em Batalha FOTO: TV GAZETA/REPRODUÇÃO

 

Ele e seu motorista haviam sido presos por porte ilegal de arma nessa quarta-feira, na zona rural de Craíbas; irmão Baixinho Boiadeiro segue foragido.

 

O juiz Jandir de Barros Carvalho, da 8ª Vara Criminal de Arapiraca, decidiu libertar José Anselmo Cavalcante Melo, o Pretinho Boiadeiro, e Dalbério José Menezes, seu motorista, presos nessa quarta-feira sob a acusação de porte ilegal de arma, desobediência e associação criminosa, na zona rural de Craíbas, município do Agreste alagoano. Com eles, a polícia apreendeu duas armas de fogo, sendo um revólver e uma pistola, ambas municiadas.

Em sua decisão, o magistrado afirma que “a manutenção da prisão cautelar dos mesmos não se faz necessária, já que são tecnicamente primários, possuem bons antecedentes, residência fica e ocupação, havendo a presunção de que a liberdade não será um óbice à aplicação da lei penal”.

“Ademais, conforme entendimento pacífico dos Tribunais Superiores, a prisão cautelar somente deve ser decretada ou mantida se presentes elementos concretos de que o réu, uma vez livre, afetará a ordem pública, com a reiteração de atos criminosos, por exemplo […]”, diz outro trecho da decisão.

Porém, Pretinho Boiadeiro e o motorista terão de cumprir algumas medidas cautelares, estando proibidos de se ausentar da área de circunscrição da Comarca de Arapiraca enquanto durar o processo criminal. Também deverão se apresentar mensalmente em juízo, além de comunicar qualquer eventual mudança de endereço.

Pretinho é filho de Adelmo Rodrigues, o Neguinho Boiadeiro. Ele era vereador e presidente da Câmara Municipal de Batalha quando morto a tiros em novembro do ano passado. Segundo o delegado Fábio Costa, o irmão de Pretinho, Baixinho Boiadeiro, também estava no local das prisões dessa quarta-feira, mas conseguiu escapar do cerco policial.

Foragido da Justiça, Baixinho é suspeito de tentar matar Tony Pretinho, também vereador por Batalha, em dezembro de 2017. Contra ele, também pesa a tentativa de assassinato contra José Emílio Dantas, sobrinho do presidente da Assembleia Legislativa de Alagoas, Luiz Dantas. Em um vídeo, Baixinho afirma que seu pai foi assassinado porque sabia de suposto esquema de desvio de recursos praticado no Poder Legislativo.

A suspeita da polícia é a de que Pretinho Boiadeiro estaria acobertando o irmão Baixinho Boiadeiro. Quando interceptado, Pretinho alegou que teria sido vítima de um atentado momentos antes de ser preso, versão que a polícia não confirma.

Fonte: Gazetaweb.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

EQUIPE DEL

WELLINGTON SANTOS
TAUIR WAGNER
MARCIA QUEIROZ
THIAGO SANTOS
DIOGENES MODESTO
PARCEIROS
REAL CALÇADOS
cachoeira
Rádio Delmiro © 2014-2017 Todos os direitos reservados.